Como ingressar no hall das faculdades mais concorridas no Brasil

Vários estudantes se dividem entre o vestibular e o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), na hora de buscar a desejada graduação. Porém, algumas faculdades adotam uma forma muito específica de avaliação e, normalmente, estas são as instituições consideradas mais difíceis de se ingressar. Essas situações acabam por atrair mais alunos e candidatos em suas provas, os quais prezam pela qualidade de produção científica, inovação, empregabilidade de novos formandos e até do destaque que os alunos da universidade têm no cenário internacional.

Pensando em atender essa demanda, vários cursinhos pré-vestibular vem se especializando em preparar os estudantes especificamente para esse tipo de prova.

Por isso, cabe ao aluno saber qual o processo seletivo da universidade escolhida e se preparar em todas as etapas. Por exemplo, o ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) é considerada uma das universidades de mais difícil acesso do mundo, e não é por acaso. São 4 etapas de provas focadas nas disciplinas de física, matemática e química, realizadas em dias distintos e mais uma de línguas. O candidato deve atingir nota mínima em todos os exames para obter uma classificação. No último levantamento haviam cerca de 150 mil candidatos disputando 150 vagas.

Nomes de peso

Do outro lado da moeda, a USP (Universidade de São Paulo) seleciona alunos através da Fuvest, Fundação Universitária para o Vestibular e dividido em duas etapas. A UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) também realiza sua própria seleção, assim como a USP. Outras faculdades como as PUC (Pontifícia Universidade Católica), tanto em São Paulo quanto no Rio, também contam com provas muito concorridas.

Parece impossível ingressar numa faculdade com esse nível de concorrência, mas a verdade é que não é! Uma grande dica é fazer simulados específicos dessas faculdades, estudar o estilo das provas e questões e realizar tudo que é indicado no processo seletivo com o máximo de engajamento.

Sê o primeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *